Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Category: Filosofia, Artes e Humanidades
Pages: 374
Price: R$ 84,00
ISBN: 9786589992004
Year: 2021
Note: Dimensões: ‎ 16 x 23 cm

Hits: 599

Review

A presente coletânea é fruto de um trabalho coletivo e foi organizada em torno de três eixos. O primeiro se concentra em apresentar, em uma perspectiva mais hermenêutica, o conceito de biopolítica e seu alcance analítico sobre a sociedade e a política, de como é formado todo o seu espectro semântico. O segundo é um conjunto de ensaios com temas localizados e bem situados, mas talvez com possibilidades outras de aplicações, com o fito geral de fornecer análises à política de nossos tempos, em pleno século XXI, mas ainda com um lastro de herança do século XX. Neste sentido, cabe esclarecer que, com os dois primeiros eixos apresentamos o que pode ser considerado como os caminhos da biopolítica, mais do que objeto de análise, um cabedal conceitual que permite análises de nosso tempo atual. Mas é preciso lembrar: os caminhos não são exatamente retos; antes, são marcados por sinuosidades, atalhos e desvios, previstos, mas geralmente, imprevistos e inusitados. É neste contexto que se insere o terceiro eixo, mas que se atente, já instruído pelos dois outros eixos que, de algum modo, o preparam em sua condição aparentemente inusitada. A biopolítica parece desaparecer como tema geral aí. Mas é preciso quase fazer um jogo dialético de claro-escuro: a presença nem sempre anunciada das provocações, das polemizações, não mais tão conceituais e ainda assim temáticas, problemáticas: a biopolítica se faz pressentir. Os desvios, ainda que inusitados, não são de algum modo (im)previstos nos caminhos? Caminhar não é também desviar?
Nosso intuito, com essa coletânea, é o de propiciar um conjunto de reflexões e provocações sobre biopolítica que, dentre as possibilidades de suas derivas, não esteja apenas aquela de uma declinação mortal, e sim a de uma potenciação política da vida; que seja uma contribuição para que a biopolítica se torne efetivamente uma política da vida - e não sobre a vida -, que tem na vida sua razão de ser, uma política que é o próprio modo de viver do vivente.

 

Como adquirir

Fim do conteúdo da página