Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Detalhes do Download

Política externa como ação afirma Política externa como ação afirmativa

POPULAR

Licença Creative Commons external

Tamanho

Downloads 98

Criação 2019-01-01

Modificado em 2023-06-27

Ano de 2005. Temia-se que a recém-(re) inaugurada política do Brasil para a África não resistiria a uma mudança de governo. Lula completou dois mandatos e seu nome ficou associado a uma inédita prioridade conferida ao continente africano. Tratava-se, em sua origem, de uma “volta à África”. Passados cerca de quinze anos, a África vive um “boom” diplomático com a abertura de 320 novas embaixadas em seu território entre 2010 e 2016. No plano bilateral, segundo o FMI, o Brasil perdeu, de 2006 a 2018, sete posições no comércio com a África Subsaariana, enquanto Turquia e Indonésia ganharam, respectivamente, 7 e 8 posições. Mingua a política africana do Brasil assim como perdem momentum as políticas públicas de promoção da igualdade racial e sofrem evidentes ataques as pautas identitárias da população brasileira afrodescendente. Neste livro, pela primeira vez na literatura sobre a PEB, a autora aponta a vinculação entre as relações Brasil – África e a promoção da igualdade racial no Brasil, propondo a acadêmicos, a militantes do Movimento Negro e a lideranças políticas comprometidas com a luta contra o racismo no Brasil um debate informado em benefício de avanços conceituais no estudo, na formulação e execução da Política Externa do Brasil para a África.

Fim do conteúdo da página