Ir direto para menu de acessibilidade.
Você está aqui: Autores Irene Vida Gala
Início do conteúdo da página

Autores

Irene Vida Gala

 

Formada em Direito pela USP, em 1983, ingressa no Instituto Rio Branco em 1985 e toma posse na carreira diplomática em dezembro de 1986. No Brasil, trabalhou no Departamento da África (1986-1991) e, entre 1999 e 2004, foi chefe da Divisão de África II (África Austral e lusófona). No exterior, esteve em missões permanentes em Lisboa (1991-1994), Luanda (1994-1996), Pretória (1996-1998), Nova York (ONU) (2004-2007), Roma (Consulado, 2007-2011) e Acra (2011-2017), e, em missões provisórias, em Bissau (1988), Lusaca (1989), Dacar (2002), além de visitas em missão oficial a Moçambique, Namíbia, Suazilândia, Madagascar, Seychelles, Tanzânia, Quênia, Sudão, Uganda, Ruanda, Burundi, Lesoto, República Democrática do Congo, São Tomé e Príncipe, Gabão, Libéria, Serra Leoa, Côte d'Ivoire e Etiópia. Durante o período em Nova York, acompanhou, entre 2004 e 2005, temas africanos no Conselho de Segurança da ONU. Em Roma, foi Cônsul-Geral Adjunta. Em Acra, ocupou a chefia da Embaixada do Brasil. Atualmente, é subchefe do Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo (ERESP). Na área acadêmica, é Mestre em Relações Internacionais (2002), com a tese "Pensamento Africano em Relações Internacionais: desconstruindo o afro-pessimismo" e foi aprovada, com louvor, no Curso de Altos Estudos do Instituto Rio Branco, com trabalho intitulado "Relações Brasil-África no Governo Lula. A política externa como instrumento de ação afirmativa. Ainda que não só". É oficial da Ordem do Mérito da Defesa, Brasil (2002) e, em 2015, recebeu a Grã-Cruz da Ordem de Rio Branco. A partir de agosto de 2018, passa a fazer parte do corpo docente do curso de Relações Internacionais da ESPM - Escola Superior de Propaganda e Marketing, ministrando a disciplina Country Studies - África.

Lattes


Publication by same author

Política externa como ação afirmativa: projeto e ação do governo Lula na África - 2003/2006

Year: 2019
Category: Ciências Sociais
Ano de 2005. Temia-se que a recém-(re) inaugurada política do Brasil para a África não resistiri
Fim do conteúdo da página