Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Category: Filosofia, Artes e Humanidades
Pages: 208
ISBN: 978-85-68576-06-9
Year: 2015

Review

Historiografia da revolução científica: Alexandre Koyré, Thomas Kuhn e Steven Shapin

Por muito tempo, a expressão revolução científica foi sinônimo de história da ciência. Gradativamente, os historiadores da ciência abandonaram essa sinonímia e se tornaram mais críticos quanto à própria ideia de constituição da ciência como um fenômeno revolucionário, no início da modernidade, além de passarem a ter uma percepção muito mais diversificada da história da ciência. De certo modo, concluirá a historiografia da ciência, a revolução científica não foi apenas o principal mote nos primórdios da escrita da história da ciência, foi uma espécie de mito fundador a orientar a constituição dessa disciplina. Portanto, abordar as diferentes possibilidades desenvolvidas pela historiografia da revolução científica – tal como a autora realiza, neste estudo, por meio das obras de Alexandre Koyré (1892-1964), Thomas Kuhn (1922-1996) e Steven Shapin (1943) – permite nos compreender não apenas como se estabeleceu essa associação e dissociação entre as expressões revolução científica e história da ciência, mas também possibilita-nos entender como o desenvolvimento da disciplina história da ciência se estabeleceu. Neste momento em que o interesse e as pesquisas nessa área se avolumam significativamente, este livro tem muito a contribuir.

Informações técnicas

Assuntos relacionados: Revolução Científica – Historiografia; Koyré, Alexandre, 1892-1964; Kuhn, Thomas, 1922-1996; Shapin, Steven, 1943-
Idioma: Português
Edição: 1
Formato: 14 x 21 cm

Fim do conteúdo da página