Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Category: Coleção o que é ser cientista?
Pages: 221
ISBN: 978-85-68576-18-2
Year: 2015

Review

Ser cientista social não é uma tarefa fácil no Brasil, mas, assim como em qualquer outro lugar no mundo, apesar de árdua, é uma tarefa estimuladora e instigante. Ser cientista social é buscar incessantemente entender o ser humano no convívio cotidiano com seus pares em sociedade. Ser cientista social é se atirar no infinito desafio de, através da ciência e do conhecimento, dar vazão ao desejo humano de tornar a nossa vida e a vida das gerações futuras cada vez melhor, através da práxis que necessita derivar de tal conhecimento. As ciências sociais dividem-se em três grandes pilares, que podem ser interpretados como estruturas completas do saber: a sociologia, a antropologia e a ciência política. Juntos, esses três grandes pilares complementam-se, trabalhando dimensões diferentes e interdisciplinares de um mesmo viver humano em sociedade. A sociologia, ciência que toma corpo no século XIX, mas que bebe reflexões centenárias da filosofia política ocidental, focaliza o convívio dos indivíduos e suas relações com aquilo que aprendemos a chamar de sociedade, com o coletivo em si. A antropologia, buscando compreender o ser humano em sua dimensão mais radical, no sentido do homo sapiens, uma espécie que se diferencia de todas as demais marcadamente por sua capacidade de produzir algo que convencionamos chamar de cultura, explora a diversidade humana em suas mais amplas potencialidades. A ciência política, por sua vez, coloca o ser humano no palco de disputas e de um sentimento que acompanha a humanidade desde sua gênese: a política e o poder.

Fim do conteúdo da página